Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘Filmes’

truenature1

Nossas idéias mudam nossas vidas, a origem delas pode vir de dentro ou de fora, afinal o que importa… Somos Todos UM!
Tendemos a tentar fazer o melhor para nossa felicidade, mesmo que nosso subconsciente tenha programações negativas, é o que diz nossa consciência… “Quero o melhor!”.
Algumas vezes algo em nós pode ser desperto, por uma música, uma imagem, uma mensagem em um filme ou texto, uma pessoa que nos provoca algum sentimento… As idéias, os pensamentos, os sentimentos podem mudar e o que antes considerávamos o melhor, também muda para melhor.

Refletindo sobre o quanto este ano que está no fim me trouxe, posso afirmar que jamais tive tanta aprendizagem que mudaram minhas idéias para um melhor mais de encontro com a verdade de minha alma.

Uma de minhas mudanças, foi a respeito da espiritualidade, não é fácil colocar em palavras o que me ocorreu, vou tentar ser objetiva…

Aprendi sobre o orgulho espiritual.

Muitas pessoas, embora possa falar apenas sobre mim mesma, tem este orgulho. Sempre fui uma pessoa mística, de intuições, visões, pressentimentos, mediunidade ou como queira conceituar. Em contrapartida sempre fui muito questionadora buscando aliar a ciência e a razão como contribuintes da minha espiritualidade. Como resultado desta união de idéias, penso que jamais seria fanática por qualquer coisa, tudo o que sei sempre passou pela luz de um bom questionamento. Penso que tenho bom senso. Bem, pelo menos até que uma nova experiência me traga mais consciência.

Mas o orgulho espiritual se interpunha de forma sutil em minha visão sobre as coisas, [o véu de Maya], eram tantas crenças, nem todas ainda desfeitas, que não me atrevo a relata-las agora em toda sua amplitude.

Basta que eu comente alguns pontos que eu sabia mentalmente, racionalmente, porém não estavam ainda arraigados em meu coração.

Entendi que o meu caminho, é só o meu caminho e de mais ninguém, pois cada um tem sua forma, que não é melhor, nem pior, nem mesmo igual de evoluir.

Entendi que quanto mais conhecimento obtenho, mais tenho a plena certeza de que apenas o relembro, de que ele já estava em minha essência, que o conhecimento me trouxe o acesso a esta sabedoria, no momento em que eu era capaz de compreendê-la, não apenas racionalmente, mas de vivência-la como a pura verdade que é. E quanto mais sei, mais sinto que sou nada, não o nada pejorativo, mas o nada que faz parte de um todo, o nada que é essência de tudo e todos, o nada que não tem a personalidade humana limitante, ou seja, mais sinto que faço parte de algo maior e melhor que apenas é, é a essência, mais sinto que sou sem ser apenas eu… Eu Sou!

Antes, pensava que quanto maior fosse o conhecimento e consciência, teria uma personalidade mais forte e distinta… Não! O caminho espiritual tem me levado a descobrir que menos distinta sou de meus irmãos, que mais simples se torna minha personalidade, que mais me integro no todo sendo nada e assim sendo o melhor.

Em outro momento que considero significativo, fui presenteada com a indicação de um filme que me trouxe luz as lacunas obscurecidas de meu ser e trazendo a minha consciência a completude do que é a verdadeira liberdade. Os fragmentos se uniram e passo a cultivá-los.

Despojar-se é ser essência, é fazer parte de algo maior, é vivenciar Deus em nós e percebê-lo como essência de tudo e todos.

Tire suas próprias conclusões assistindo… La Belle Verte (“Turista Espacial” no Brasil), genial comédia francesa de ficção científica. Um filme que traz questionamentos sobre valores já tão intrínsecos em nós, que são quase imperceptíveis. Um filme que traz uma mensagem de simplicidade, desapego e liberdade, que pode estimular uma idéia bela e realmente construtiva para sua vida.

O ano termina e nunca antes fui tão grata a Deus por ter podido vivenciar toda a dor, toda a tristeza, [minha purificação] toda a felicidade e prazer [minha exaltação a Deus Pai e Mãe] que me proporcionaram dar mais um passo em direção a evolução infinita.

Quero que o ano novo seja tão cheio de mudanças positivas em todos os sentidos, como foi este que finda.

Quero desejar a todos um Feliz Ano Novo, repleto de descobertas e principalmente, auto descobertas.

Quero desejar-lhes um Ano Novo repleto de realizações positivas, com toda minha sinceridade pois se você for feliz eu também serei mais feliz, pois Todos Somos UM.

Aceite minha sugestão, assista este filme, pode ser que não te toque como a mim, mas pode ser que sim, dê-se a chance, pois se você está lendo meu texto é por que esta mensagem é pra você.

Deixo aqui uma pequena amostra:

(Diálogo do filme entre Mila (Coline Serreau), que veio de outro planeta, e é a personagem principal da trama e outra personagem, que não recordo o nome agora: La Belle Verte, de Coline Serreau (também diretora)

Mila: – Posso lhe pedir algo?
Mulher: –Sim, o que?
Mila: – Desculpe, posso ver o que tem na sua bolsa?
Mulher: –Na bolsa?…!! Claro!..
Mila: – Obrigada… Pergunto-me o que há de verdade!
Mulher: –Não tem problema… Pode olhar….

Mila: – (Chaves)… Isto é para abrir casas…
?

Mila: – E isto, o que é
?
Mulher: –Batom…
Mila: – Prá que serve
?
Mulher: –Pra colocar nos lábios… Assim…
Mila: – Nos lábios
?… é um remédio?
Mulher: –Não, é pra ficar bonita.
Mila: – Não diga
?…!
Mulher: –Sim, pra ficar sexy!
Mila: – Sexy
?
Mulher: -… Pra agradar.
Mila: – A quem
?
Mulher: –A todo mundo.
Mila: – Hmmm… Deve ser difícil!
Mulher: – É… Pra ser amada…
Mila: – Entendi, é um tipo de remédio para que todos te amem
?
Mulher: –Não, não exatamente…
Mila: – E se não colocar, ninguém a amará
?

Mila: – O que foi que eu disse
? Deixei-lhe triste?
Mulher: –Não… Não é nada…
Mila: – E isto
? O que é?
Mulher: –São fotos…(…)
Mila: – Ah! são os que você ama… E porque não usam batom?


La belle verte

La Belle Verte no You Tube


Feliz Ano Novo!

NAMASTÊ!

Anúncios

Read Full Post »